RSS Feed

DNA antigo elucida as origens do povo Basco

0

setembro 23, 2015 by Rafael Pereira


Pesquisadores acham que as pessoas do norte da Espanha e sul da França são um amálgama de primeiros agricultores ibéricos e caçadores locais.

Original em The Scientist, por Bob Grant, 2015. Traduzido com permissão.
Tradução: Rafael Pereira

Basque_310

(O nevoeiro está suprimindo as origens misteriosas dos Bascos? WIKIMEDIA, RUSSAVIA).

As origens misteriosas do povo basco do Norte da Espanha e Sul da França tornaram-se um pouco mais claras, graças ao DNA extraído de restos mortais de humanos centenários descobertos em uma caverna espanhola. Cerca de 700 mil bascos, que falam uma língua exclusiva e mantém padrões genéticos que os distinguem de outros europeus, parecem ser descendentes de agricultores neolíticos que se misturavam com os caçadores locais antes de se tornar geneticamente isolados do resto da Europa por milênios.

Pesquisadores liderados por Mattias Jakobsson, geneticista populacional da Universidade de Uppsala, na Suécia analisaram o DNA de oito esqueletos retirados de dentro de El Portalón caverna no País Basco do Norte de Espanha. A equipe comparou os genomas extraídos a partir dos restos, datados de entre 3.500 e 5.500 anos de idade, com genomas europeus modernos e mais de 12 genomas antigos de esqueletos de 5.000 a 8.000 anos da Europa Ocidental e Central. Os esqueletos de El Portalon mantiveram traços genéticos que os vincularam mais estreitamente aos Bascos modernos do que qualquer outro europeu. Jakobsson e seus coautores relataram seus resultados ontem (8 de setembro) na PNAS.

Os pesquisadores sugeriram que os primeiros Bascos provavelmente se abrigavam nas ondas de migração europeia que começou há cerca de 5.000 anos atrás. “É difícil especular, mas temos trabalhado com historiadores bascos e está claro nos registros históricos que esta área era muito difícil de conquistar,” Jakobsson disse à BBC News.

Os resultados contradizem os modelos anteriores, que sugeriam que o povo Basco era geneticamente distinto de outros europeus, porque eles representavam uma relíquia populacional de antigos caçadores-coletores. Se isso fosse verdade, Bascos modernos teriam assinaturas genéticas que seriam mais semelhantes ao DNA antigo recuperado de caçadores-coletores, e não resquícios do povo de El Portalón. “Nós podemos finalmente deixar de lado esta antiga história”, disse Jakobsson a Science.

Copyright 2015, The Scientist LLC. Todos os direitos reservados. Tradução e reprodução com permissão.

Copyright 2015, The Scientist LLC. All rights reserved. Translated and reproduced with permission.